Home > Experiência Ford > Ford Blog > Os faróis inteligentes da Ford ou como tornar a condução noturna mais fácil
Carros elétricos: aliados contra a poluição

June 11, 2021

Carros elétricos: aliados contra a poluição

A Ford está a trabalhar num sistema de iluminação preditiva que será capaz de antecipar a existência de curvas graças a uma leitura em tempo real do terreno. Desta forma, a luz será dirigida de forma mais eficaz, mesmo antes de o condutor começar a mover o volante.

Trata-se ainda de um protótipo, mas os faróis preditivos inteligentes da Ford são um bom exemplo das intenções da marca: desenvolver constantemente tecnologias que visam tornar a condução cada vez mais segura e fácil, como já acontece com o conhecido sistema Ford Co-Pilot360.

Neste momento, os engenheiros mais experientes da marca estão a testar aquele que será o próximo avanço na iluminação dos veículos Ford, um sistema capaz de se adiantar ao condutor e mostrar-lhe o caminho.

Uma estrada sinuosa, à noite... É aqui que a Ford quer estar consigo para que se possa sentir ainda mais seguro e nunca tenha medo de perder o seu caminho.

Graças aos dados de localização GPS, este sistema de iluminação inteligente adaptará as luzes do carro ao trajeto e à velocidade do veículo para que o condutor saiba que direção tomar antes mesmo de ver a próxima curva.

E se perder a cobertura GPS?

Não terá de se preocupar, porque nesses troços o veículo dependerá de tecnologias como a iluminação adaptativa com faróis dinâmicos LED e o sistema de feixe alto, já disponíveis em muitos dos modelos da Ford existente no mercado.

Como diz Michael Koherr, engenheiro de iluminação da Ford, o dia chegará quando "conduzir no escuro seja tão fácil como seguir os faróis", de modo que "conduzir à noite não seja mais difícil ou stressante do que conduzir durante o dia".

Teremos de esperar algum tempo para ver este sistema incorporado na gama de veículos da Ford, mas é apenas um exemplo dos muitos desenvolvimentos da marca no sector automóvel. Assim, pode ver que não se estão a esquecer de tudo o resto enquanto trabalham para a neutralidade de carbono.

Top