Home > Informação útil > Economia de Combustível > Economia de Combustível “Em Estrada”
On the road fuel economy

Economia de Combustível “Em Estrada”

Introdução

O comportamento de condução, além de outros fatores não técnicos, desempenha um papel na determinação do consumo de combustível de um automóvel e nas emissões de CO2. As pessoas conduzem de forma diferente, em condições de trânsito e meteorológicas diferentes (verão, inverno). Pode passar a maior parte do tempo a conduzir em autoestradas ou pode conduzir principalmente em estradas rurais. Algumas pessoas conduzem mais rápido e outras mais devagar. Por conseguinte, a condução no "mundo real" nunca pode ser comparada a 100%, e de forma precisa, com os valores de consumo de combustível oficiais. Neste sentido, solicitamos a ajuda aos clientes da Ford para fornecerem os seus próprios dados de condução, para monitorizar a respetiva economia de combustível "em estrada". Com base nesses dados, desenvolvemos um modelo que calcula o intervalo provável de consumo de combustível da maioria dos nossos clientes. Esta informação está disponível numa tabela que indica o intervalo de consumo de combustível dos nossos modelos mais populares.

 

Metodologia

Os valores de Economia de Combustível em Estrada (ORFE) são derivados de dados de consumo de combustível de ensaio e simulados, correlacionados e ajustados através de dados dos Consumidores, tendo em conta os desvios-padrão característicos.

 

ORFE - Consumer database
2. Correlation formula
3. Drive cycle tests
4. Fuel consumption rnage
  1. O ponto de partida é uma base de dados de Consumidores que contém a informação de clientes europeus relativa ao consumo de combustível dos respetivos veículos. Esta base de dados abrange uma grande variedade de fatores que influenciam o consumo de combustível em condições de condução do mundo real, como o estilo de condução (menos dinâmico, muito dinâmico), vários perfis de condução (urbana, autoestrada e estradas fora das localidades, bem como viagens curtas e viagens de longa distância), utilização de ar condicionado e dispositivos de consumo elétrico, diferentes cargas úteis, bem como mudanças de condições ambientais (sobretudo no que diz respeito à temperatura) durante o ano.
  2. As informações dos Consumidores são utilizadas para desenvolver uma fórmula de correlação e desvios-padrão aplicáveis aos novos modelos da Ford que expressem o "consumo de combustível médio comunicado pelo cliente" e as variações características do mesmo, expressas através de um intervalo.
  3. Para um modelo novo, o consumo de combustível do cliente projetado é determinado com base na utilização de vários ensaios de ciclos de condução com diferentes velocidades médias, tendo em conta as condições de condução representativas do mundo real (por ex., carga útil, pneus e aerodinâmica). Através da aplicação da fórmula de correlação e dos desvios-padrão aos resultados, é calculado o intervalo de economia de combustível em estrada para um Consumidor característico.
  4. O intervalo indicado para consumo de combustível pretende abranger situações de condução características e outros fatores que influenciem o consumo de combustível (estilo de condução, duração das viagens, utilização de ar condicionado, cargas elétricas, bem como as temperaturas ambiente). Ainda assim, existe uma percentagem de cerca de 20% dos clientes, em que o valor fornecido para consumo de combustível máximo será excedido.

Veículos

Ford Fiesta

 

Ford EcoSport

 

Novo Ford Focus

 

Top