Os cookies são essenciais para obter os melhores resultados na nossa página web. Na realidade, quase todas as páginas web os utilizam. Os cookies guardam as suas preferências e outras informações que nos ajudam a melhorar a nossa página web – mas não se preocupe, as informações que recolhemos no nosso site não o identificam pessoalmente. No "Ford Cookie Guide" encontrará mais informações sobre cookies e sobre a forma de os controlar, utilizando as definições do seu browser.

Saiba mais

 
Pneus e jantes
Trabalhamos em conjunto com os fabricantes de pneus líderes do mercado para garantir que o seu Ford está equipado com pneus de elevado desempenho que satisfazem os nossos padrões de qualidade e segurança. Os pneus do seu veículo são o seu único contacto com a estrada – e cada pneu toca numa área da estrada com a dimensão aproximada da sua mão. É por esta razão que é muito importante o seu veículo estar equipado com os pneus certos.
Reparadores Autorizados Ford oferecem serviços baseados na experiência da Ford
  • Pneus de marcas reconhecidas a preços atractivos
  • A experiência do técnico Ford garante-lhe a escolha acertada do tipo de pneu para si e para o seu Ford
5 boas razões para uma inspecção profissional dos pneus
- O risco de incorrer numa coima
Os seus pneus têm de respeitar um rasto mínimo legal de [1.6 mm] para não correr o risco de sofrer uma coima. As recomendações de segurança mínimas para pneus são de 3 mm no Verão e de 4 mm no Inverno.

- Aquaplanagem
A utilização de pneus gastos em pisos molhados pode resultar na derrapagem do veículo e perda de controlo do mesmo.

- Distâncias de travagem maiores
Com pneus gastos pode precisar de uma distância de travagem 70% maior para reduzir a velocidade em piso molhado.

TABELA:
  • 8 mm de rasto = distância de travagem de 43 m
  • 3 mm de rasto = distância de travagem de 53 m
  • rasto inferior a 1,6 mm = distância de travagem de 73 m (Redução da velocidade de 80 km a 0 km)
- Manobrabilidade reduzida do veículo
Os pneus gastos afectam o controlo do seu veículo, tornando a realização de manobras imprevisível.

- Aumento do consumo de combustível
Se a pressão dos seus pneus for insuficiente, o seu veículo consumirá mais combustível.
Encher os pneus 0,1 a 0,3 bar acima da pressão recomendada ajuda a reduzir a resistência da estrada. No entanto, nunca deve exceder a pressão máxima recomendada para a condução com carga máxima.
A escolha dos pneus vai afectar o desempenho e a segurança do seu veículo. Por favor, consulte o seu Concessionário Ford ou o manual do proprietário para saber qual o tipo de pneus adequado ao seu Ford.
Pneus de Inverno
Recomendamos a utilização de pneus de Inverno assim que a temperatura exterior for igual ou inferior a 7 ºC, devido aos materiais utilizados nestes pneus. Em alguns países, o uso de pneus de Inverno constitui mesmo um requisito legal. Por favor, tenha em conta que o desempenho específico de Inverno só é garantido em pneus com este símbolo em forma de floco de neve na parede lateral.
Pneus M+S (mud and snow - lama e neve):
O símbolo M+S indica que os pneus foram especialmente concebidos para a condução sobre lama e neve.
Devido à sua natureza muito própria, todos os pneus M+S necessitam de um perfil particularmente reforçado.
O símbolo M+S não indica que se trata de um pneu específico para Inverno a não ser que o pneu também possua um símbolo em forma de floco de neve.
Pneus para todas as estações:
Trata-se de pneus que pode utilizar todo o ano e estão marcados com símbolos como um sol, uma gota de chuva ou uma folha na parede lateral. Contudo, testes demonstraram que este tipo de pneus não consegue atingir o nível de desempenho específico dos pneus de Inverno e de Verão.
Pode fazer uma série de coisas para manter os seus pneus em óptimas condições e tão seguros quanto possível.
Pressão do ar:
Uma pressão de ar excessiva ou insuficiente reduz o contacto com a estrada, o que pode ser perigoso. Os seus pneus desgastam-se mais rapidamente, tanto interna como externamente, e o seu veículo consome mais combustível. Para saber qual a pressão de ar certa para os seus pneus, consulte o manual do proprietário. Caso não tenha a certeza, informe-se junto do seu Reparador Autorizado Ford.
 
Verifique a pressão de ar dos seus pneus de quinze em quinze dias. Deve verificar a pressão dos seus pneus quando estes estão frios, uma vez que as medições não são precisas quando são efectuadas após uma longa viagem a uma velocidade elevada.
 
Aperte sempre bem a tampa da válvula e substitua imediatamente as tampas perdidas, caso contrário as válvulas poderão começar a perder ar. Deve também inspeccionar regularmente as válvulas de borracha e as sedes das válvulas, de modo a detectar eventuais danos.
 
Deve sempre encher o seu pneu sobresselente com 0,1 a 0,3 bar acima da pressão recomendada. No entanto, a pressão nunca deve exceder o nível máximo recomendado para a condução com carga máxima.
Profundidade do rasto:
Os indicadores de desgaste situados nos sulcos dos pneus indicam se o rasto atingiu o mínimo legal de 1,6 mm.
Os pneus de Verão devem ser substituídos quando o rasto é inferior a 3 mm.
Caso o rasto dos seus pneus de Inverno seja inferior a 4 mm, estes podem aderir menos à estrada na condução sobre neve.
Idade dos pneus
Regra geral, um pneu dura 6 anos. Passado este período, deve ser substituído – mesmo que pareça novo e que tenha sido pouco usado.
A data de fabrico dos seus pneus pode ser encontrada na parede lateral. Trata-se de uma data de fabrico codificada – por exemplo, no código '0702', '07' indica a semana 7 e '02' significa 2002. Até 31 de Dezembro de 1999, era adicionado um '<' após o terceiro dígito, por ex. '8<', para indicar o ano de produção de 1998. Se descobrir um pneu assim tão antigo, por favor, substitua-o imediatamente! Os pneus com mais de seis anos devem ser substituídos, o que também se aplica ao pneu sobresselente.
 
Pesquisa sobre as causas do envelhecimento
A borracha dos pneus é parcialmente composta por substâncias naturais e está, por isso, sujeita ao envelhecimento. Assim, as propriedades tecnológicas dos materiais que compõem os pneus alteram-se com o passar do tempo. Um armazenamento inadequado pode acelerar este processo de envelhecimento. Esta é a razão pela qual um pneu deve ser sutilizado durante um período de apenas seis anos consecutivos à sua data de fabrico. Apesar dos aditivos anti-envelhecimento utilizados pelos fabricantes, os materiais que constituem os pneus são sensíveis a influências ambientais, tais como a temperatura, a luz solar, a humidade e o ozono. Também se deve evitar a contaminação através de óleo, gordura, tinta, combustível e substâncias semelhantes.
Guardar os pneus:
É muito importante cuidar dos pneus que não utiliza. Um armazenamento incorrecto pode reduzir consideravelmente o seu tempo de vida útil. Se desejar obter mais informações acerca de como guardar correctamente os seus pneus, por favor entre em contacto com o seu reparador autorizado Ford.
Danos nos pneus:
Os pneus modernos são produtos de alta tecnologia e, por conseguinte, muito resistentes. Podem, contudo, ficar danificados devido a uma utilização inadequada – como por exemplo, subir passeios. Tal pode conduzir a uma perda de ar ou causar a formação de ferrugem nas cintas do pneu. Em certas condições o pneu poderá começar a desfazer-se, o que é muito perigoso, sobretudo na condução a velocidades elevadas. Se tiver problemas com o seu veículo ou este estiver danificado, por favor, dirija-se imediatamente a um Concessionário/Reparador Autorizado Ford.
Em torno da roda – O triângulo de segurança
Os amortecedores, travões e pneus do seu veículo formam um ‘triângulo de segurança’ interligado para o proteger enquanto conduz. Contudo, se algum elemento não estiver a funcionar correctamente, o seu triângulo de segurança torna-se num triângulo de aviso que não deve ignorar. Para estar 100% satisfeito antes de se sentar ao volante do seu veículo, eis o que deve inspeccionar em torno das rodas.
 
Pancadas, sobressaltos e desgaste
Os amortecedores são absolutamente essenciais para:
Distâncias de travagem mais longas, sobressaltos na parte da frente do veículo quando trava a fundo, “derrapagens” quando entra numa curva e desgaste irregular dos pneus. Os amortecedores com um desgaste superior a 50% podem aumentar a distância de travagem em cerca de metade do comprimento de um veículo, circulando apenas a 50 km. Nestas condições, o ABS e o ESP também não funcionam correctamente.
 
Sinais de desgaste dos travões
Os travões desgastam-se de forma gradual. Alguns dos sinais que deve tentar detectar:
Os travões estão mais leves, as rodas bloqueiam mais rapidamente do que o habitual, tem de carregar mais no pedal do que o normal para que os travões funcionem, os travões fazem barulho quando os utiliza, o nível do óleo dos travões diminui no reservatório.
Causas dos danos nos pneus e nos travões
Faça o Danos nos pneus deste documento em formato PDF para ficar a conhecer as causas mais comuns.
Algumas sugestões práticas para o ajudar a proteger e tirar o máximo proveito dos seus pneus.
Velocidade
Conduzir a uma velocidade elevada no Verão também pode danificar os seus pneus, provocando fricção, abrasão e até rebentamento. Tente respeitar alguma regras simples, tais como evitar conduzir demasiado rápido quando o seu veículo está muito carregado. Por exemplo, quando vai de férias e transporta muita bagagem sobre o tejadilho ou em dias muito quentes, não ultrapasse a velocidade recomendada para os seus pneus.
Carga dos pneus
O desempenho do seu veículo ficará afectado caso o carregue em demasia. Um porta-bagagens do tejadilho com uma carga excessiva está mais exposto a ventos laterais e pode constituir um esforço adicional para os travões do seu veículo. Caso o seu veículo esteja sobrecarregado, os pneus terão de suportar o peso dessa carga. Também é fácil subestimar o peso real de um objecto, pelo que, se não tiver a certeza, deve pesar a sua carga e não esquecer de incluir o peso do próprio porta-bagagens do tejadilho.
Estacionamento
O passeio é o inimigo n.º 1 dos seus pneus. Um contacto violento com o passeio danifica a estrutura dos seus pneus e pode causar o desgaste do piso ou até mesmo o tão receado rebentamento do pneu. Durante a manobra de estacionamento, é preferível corrigir a sua posição uma ou duas vezes do que raspar os seus pneus no passeio.
Se tiver mesmo de subir um passeio ou passar uma passagem de nível, por exemplo, faça-o muito lentamente e em ângulo recto.
Accessories icon Pneus e Jantes icon